ATTLANTIS

Aprenda como importar

ATTLANTIS - Aprenda como importar

Boas dicas para escolher um produto no Alibaba para revender

                 Como já viemos falando ao longo dos últimos posts o modo mais fácil de conseguir obter seu sucesso com a importação é através de um mentor para te ensinar exatamente o que você precisa fazer. Esse mentor pode ser qualquer coisa, como por exemplo um bom curso de importação como o importador 360, o importador profissional, academia do importador, etc. Entretanto meu objetivo aqui é tentar ajudar o máximo possível para que você não se frustre caso tente conseguir bons fornecedores produtos para revender por conta própria.

importador 360

Para escolher um bom produto para revenda, você pode ir até o Alibaba e, após encontrar um bom fornecedor, começar a procurar por um produto que possua as seguintes características.

Comece escolhendo algo que seja pequeno e leve, desse modo você diminui os custos de transporte e, além disso, evita qualquer dor de cabeça com a possível quebra do produto ao longo da viagem. É bom também que seja um item simples, ou seja, um produto que não necessite de alta precisão na hora da fabricação para continuar sendo útil para o cliente, pois muitas vezes os fornecedores do Alibaba podem não ter um padrão de qualidade tão rigoroso.

Também é uma boa ideia revender itens de um valor relativamente baixo até no máximo um valor moderado, digamos, uns 200 dólares. Quanto maior é o valor do item que você irá importar com frequência, maior será o risco que você irá correr, e assim é uma boa ideia tentar minimizá-lo. A dica que eu já dei antes de não escolher produtos com um altíssimo grau de competição, como eletrônicos por exemplo, continua valendo. Por fim, algo importante de considerar antes de escolher o produto é ver se por acaso não é um produto sazonal, que só terá boas vendas em uma determinada época do ano. Um bom exemplo de produto desse tipo são enfeites de natal, mas existem muitos outros produtos menos óbvios que podem ocupar essa lista.

Será que eletrônicos são mesmo o melhor tipo de produto para importar?

                Como já tive a oportunidade de dizer diversas vezes, existe um fato bastante curioso com relação a maioria das pessoas que começa a importar pela primeira vez. Essas pessoas tem o hábito de achar que o melhor tipo de produto para importar no contexto de um negócio de importação para a revenda são produtos eletrônicos tais como celulares de ultima geração, smartphones, tablets, entre outros. O raciocínico inicial é até compreensível: Afinal, se esses produtos costumam ser tão caros, deve mesmo valer muito a pena importá-los, especialmente se você pretende revênde-los, pois supostamente produtos tão caros devem render um alto lucro, não?

Esse tipo de raciocínio pode fazer sentido em um primeiro momento, mas para quem já esta acostumado a importar para revenda, é bastante claro que esses tipos de produtos são na verdade a pior coisa que você poderia escolher importar. Apesar de serem bastante caros e possuírem, via de regra, um preço bem elevado, a margem de lucro que você consegue revendendo esse tipo de produto acaba sendo sempre um tanto quanto decpcionante. Isso porque devido à altíssima competição você acaba tendo que vender todos esse produtos eltrônicos por um preço extremamente baixo e, assim, a sua margem de lucro acaba sendo muito reduzida, de 5 a 10% apenas, na maioria dos casos.

A principal razão para isso, como dissemos, é a altíssima competitividade desse tipo de ambiente. Primeiro porque quase todo mundo pensa em vender esse tipo de produto em um primeiro momento. Segundo porque existem muitos grandes importadores que já atuam nesse nicho há muito tempo. Esses importadores tem condições de importar em volumes muito maiores do que você será capaz de importar inicialmente e, devido a isso, conseguem descontos muito significativos nas suas comprar, possibilitando que vendam a um preço muito baixo em comparação com a concorrência sem precisarem abrir mão de seus lucros.

Cegonha importadora

Por isso mesmo, acredito que hajam alternativas muito melhores de produtos para começar a importar e revender do que esses produtos de altíssimo valor agregado. Você pode começar a pensar, por exemplo, em revender acessórios, ao invés de vender os produtos principais. Usando o mesmo exemplo de celulares e produtos de alta tecnologia em geral, é curioso mas a verdade é que ao vender acessórios para celulares e tablets, como capaz por exemplo, você terá uma margem de lucro muito maior do que quem esta importando o primeiro tipo de produto. Outra boa dica são produtos de enxováis de bebê, como o curso cegonha importadora da Heloise Mioto ensina, pois estes costumam ser vendidos a preços extremamente caros por aqui, o que irá lhe possibilitar ter um preço altamente competitivo sem ter que prejudicar sua margem de lucro.

O que vou aprender no curso Academia do importador sobre importar roupas de marca?

         Existem muitas possibilidade dentro do mundo da importação, de modo que se você deseja abrir um negócio de importação, sempre será possível encontrar um produto que irá te ajudar a fazer isso de um modo que seja o mais adaptado possível ao seu perfil e ao que você gosta.

Entre os diversos tipos de produtos que você pode importar para revender, a importação de roupas de marca é uma das escolhas preferidas. Isso explica a fama de cursos especializados em importação de roupas de marca, como o Academia do Importador.

Academia do importador

É fácil entender porque muitas pessoas tem o desejo de aprender como importar roupas de marca por um preço bem mais em conta do que o encontrado aqui. Mas dizer isso é apenas uma leitura parcial da situação que foca apenas no lado de quem esta interessado a aprender a importar para economizar de forma impressionante. Na minha opinião, ainda mais interessante do que poder importar suas roupas de marca favoritas por apenas uma fração do preço que normalmente seria cobrado, é ter uma excelente oportunidade negócio com a revenda dessas roupas de marca.

Para começar, o mercado para esse tipo de roupa é enorme, fazendo com que o seu negócio de importação para revenda já comece bastante promisssor. Se você souber como fazer para que o seu negócio cresça de maneira constante, o potencial é realmente fantástico.

É importante ressaltar sempre que tendo alguém para te guiar você sempre irá progredir mais rápido. O bom do academia do importador é que o Felipe Gonçalves, criador do curso, consegue explicar os conceitos necessários para ser um grande importador de roupas de marca com bastante facilidade, o que é excelente para quem ainda é um iniciante e não tem muita intimidade com termos e conhecimentos necessários.

 

 

Como encontrar excelentes fornecedores para seu negócio de importação?

          Como já tivemos a oportunidade falar anteriormente, ter bons fornecedores para o seu negócio é algo que pode facilitar enormemente o crescimento do seu negócio. Não é por outro motivo que cursos de importação famosos, como o importador 360, por exemplo, possuem excelentes listas de fornecedores, sendo um dos caminhos mais fáceis para se começar no mundo da importação de modo seguro e eficiente.

Mas se você pretende começar a encontrar seus fornecedores por conta própria, existem alguns passos que você deve tomar para otimizar suas chances de sucesso.

importador 360

Para você que esta começando – e em muitos casos até para quem já é experiente – um ótimo lugar para começar a encontrar seus fornecedores é o Alibaba. Com um leque imenso de fornecedores vendendo os mais diversos tipos de produto, é bastante fácil de vislumbrar porque esse mercado seria o ideal para encontrar fornecedores. O único problema aqui é que do mesmo modo que você pode encontrar excelentes fornecedores no Alibaba, também pode acabar se decepcionando e se frustrando bastante e, assim, é importante que você siga o que vou dizer a seguir.

A primeira regra é jamais comprar de um fornecedor que não seja um Gold Member no Alibaba. Não importar o quanto a oferta que ele lhe fez pareça atrativa, a segurança vem sempre em primeiro lugar. Seguindo essa simples regra você já consegue filtrar uma boa parte dos fornecedores de péssima qualidade e assim fica só com os que tem uma maior probabilidade de serem bons fornecedores. Além disso, você realmente deve se esforçar para encontrar um fornecedore que ofereça amostras baratas para você testar os produtos, aceite pagamentos por paypal e consiga responder suas perguntas de modo rápido, efetivo e consistente.

Outra coisa que você precisa ter em mente é sempre começar devagar. Por mais que você possa seguir todas essas regras, nunca haverá garantia de que você irá sempre encontrar bons fornecedores e, assim, é importante que você vá testando aos poucos cada um dos fornecedores de modo a conseguir obter a confiança necessária para começar a importar em uma escala maior.

Como escolher seus primeiros produtos para importar e começar seu negócio de revenda

Um dos aspectos mais importantes quando você esta começando no ramo da importação é saber escolher os produtos que você irá revender através de sua loja online. A grande maioria das pessoas, infelizmente, não dedica o tempo necessário a entender quais são suas melhores opções antes de efetivamente seguir em frente.

Grande parte dos que estão começando com a importação acabam escolhendo para importar os primeiros produtos que vem a mente de qualquer um: Produtos eletrônicos, de alta tecnologia e valor agregado, que costumam ser bastante caros, tais como celulares, smartphones, tablets, etc. Fazendo isso, esses importadores iniciantes acabam escolhendo para importar exatamente os mesmos tipos de produtos que a imensa maioria das pessoas também irá escolher, e isso é ruim para a velocidade de crescimento do negócio por uma série de motivos diferentes.

Cegonha importadora

O principal motivo para isso, na minha opinião, é que fazendo isso você não vai estar escolhendo um tipo de produto que tenha mais a ver com o seu perfil, que é algo que facilita bastante o crescimento do negócio quando você ainda esta começando. Quando o seu negócio de importação vai começando a se tornar maior e você já possui uma base considerável de clientes então é possível, e até recomendável, que você comece a expandir para diversos tipos de produtos diferentes, mas eu acredito que inicialmente é interessante você focar em um tipo de produto com o qual você se sinta mais a vontade, pois você irá precisar entender bastante sobre vários aspectos do produto, principalmente ao lidar com seus clientes.

Assim, a principal dica na escolha do primeiro tipo de produto que você irá revender é fazer uma análise de si mesmo, ver o que você mais gosta e com o que se daria melhor para trabalhar diariamente. Assim, se você é uma mãe que acabou de ter um filho, talvez queira importar para revender produtos de enxováis de bebê, como é ensinado no cegonha importadora. Enfim, existem diversos caminhos diferentes que você pode escolher, sendo tudo uma questão de saber escolher qual se adapta melhor a você.

É claro que existem alguns tipos de produtos que irão oferecer algumas dificuldades extras, portanto você também deve levar isso em consideração na hora de escolher qual produto você irá comecer a revender. Armas de brinquedo são um bom exemplo por requererem autorização especial para serem revendidas por aqui. Outros tipos de produtos também podem exigir algum tipo de autorização ou, de alguma forma, possuir regulações específicas que te obriguem a tomar uma série de medidas, sendo importante ter sempre isso em mente na hora da escolha.

Como evitar a tributação na hora de importar roupas?

         Um dos aspectos mais relevantes na hora de importar um produto é entender, pelo menos em linha gerais, como funciona a tributação de produtos importados. Quando eu falo isso, não estou querendo dizer que você precise saber tudo sobre tributação ou precise se tornar um especialista no assunto – até porque você é um importador e seu trabalho é importar para revender com lucro e não ficar decorando milhares de leis e regulamentos mal escritos e intermináveis – mas basicamente saber o quão mais caro o produto que você importa pode ficar, como isso pode diminuir os seus lucros em alguns casos e, principalmente, quais são os meios legais de evitar a tributação de produtos importados.

Academia do importador

Por isso eu resolvi escrever esse artigo falando sobre como escapar da tributação quando você importar roupas. Essas dicas são dadas com mais profundidade no curso Academia do importador, mas por si só já são bastante valiosas, portanto prestem bastante atenção.

Primeiro você precisa ter noção do quão mais caro ficaria o produto se você fosse taxado. Em geral, isso será algo em torno de 60% do valor do produto, o que o torna significativamente mais caro, obviamente, mas que por incrível que pareça, ainda o deixa muito mais barato do que o mesmo produto sendo comprado aqui no Brasil mesmo. Mas como ninguém quer pagar 60% a mais pelo preço de qualquer coisa, é importante que você saiba de algumas dicas que podem te ajudar a não ter que pagar qualquer tributo.

A primeira dica que costuma ser bastante eficiente nesse ponto, e é ideal para quem ainda é um importador iniciante e pode executá-la com facilidade, é importar em pequenas quantidades. Isso porque, quando o produto chega na Alfândega do porto, após desembarcar, há uma seleção feita pelos fiscais da receita entre os produtos que irão ficar retidos temporariamente para averiguação e os que irão seguir até o destino do comprador. Isso ocorre porque a receita não possui um efetivo de fiscais suficiente para checar um a um todas as encomendas e produtos que desembarcam no porto e por isso precisam selecionar quais produtos serão retidos e, possivelmente, taxados.

Obviamente, como o interesse é arrecadar o máximo possível, essa seleção é feita tendo em mente o objetivo de reter os produtos que possivelmente são mais caros. Assim, produtos muito grandes ou encomendas de grande volume que cheguem em um mesmo lote e destinado a um mesmo endereço são os alvos preferidos da receita.

Importando suas roupas de marca favoritas em um volume menor você já estará dando um grande passo para aumentar suas chances de não ter seu produto retido pela Receita. Além dessa dica, há muitas outras que eu pretendo compartilhar em posts futuros. Fiquem ligados.

Qual o grau de importância de bons fornecedores para o seu negócio?

                Quando falamos em importação de produtos para revenda, a primeira coisa que nos vem a mente são os fornecedores dos produtos que serão vendidos. Logicamente, sem fornecedores não teremos produtos para revender, o que os torna indispensáveis para qualquer tipo de negócio de importação.

Entretanto, algo que muitas pessoas não pensam muito, especialmente iniciantes no mundo da importação, é que não basta que um fornecedor tenha um produto razoável para te vender, é necessário que ele tenha as características necessárias para realmente se tornar um parceiro comercial seu. Ter excelentes fornecedores é uma das coisas que mais podem acelerar o crescimento do seu negócio. Um fornecedor que não só seja capaz de oferecer preços altamente competitivos mas que também possa rapidamente resolver todos os problemas que venham a existir no curso de uma compra é algo que vai facilitar em larga escala o gerenciamento do seu negócio. Assim sendo, um importador 360 sempre irá se preocupar em ter os melhores fornecedores possíveis para o seu negócio.

importador 360

Apenas pense o seguinte: Imagine todos os problemas que podem ocorrer quando você importa um produto de um país distante para revendê-lo ao seu cliente. Um milhão de coisas podem dar errado: o produto pode não chegar, pode chegar muito atrasado, pode ser extraviado, pode chegar quebrado, enfim, muitas coisas podem dar errado e é exatamente por isso que você deve ser capaz de resolver esse tipo de problema do modo mais rápido possível e, para isso, é necessário ter bons fornecedores.

Um bom fornecedor muitas vezes irá tirar completamente o trabalho que você teria resolvendo qualquer um dos problemas que pode ocorrer em uma importação e vai ele mesmo gerenciar a entrega do novo produto no caso de um extravio, por exemplo. Assim, fornecedores de excelente qualidade podem realmente alavancar o crescimento do seu negócio a um patamar que é mesmo difícil de compreender em um primeiro momento.

Seu objetivo nesse ponto, se você esta realmente sério a respeito do crescimento do seu negócio de importação, deve ser encontrar aquele fornecedor dos sonhos, para que você possa então finalmente conseguir focar todas as suas energia no crescimento das suas vendas e, consequentemente, do seu negócio, e não tendo que perder uma boa fatia do seu tempo resolvendo questões burocráticas como mercadorias que por um motivo ou outro não chegam ao seu destino ou chegam quebradas. Por isso mesmo, falaremos sobre como encontrar excelentes fornecedores em um artigo futuro.

 

No que você precisa pensar antes de abrir um negócio de importação?

                 Um negócio de importação é uma das maneiras mais simples de empreender. Considerando então a facilidade trazida pela era da informação e da Internet, pode-se dizer que nunca foi tão fácil abrir um negócio antes, ainda mais um negócio de importação.

Um negócio de importação costuma ser bastante simples de ser iniciado em função de algumas características bem simples de serem entendidas. Primeiro, há  a questão do preço. Em grande parte das vezes, independentemente do tipo de produto que você esta pensando em importar, é quase certo que você conseguirá encontrar um preço muito mais barato comprendo aquele produto diretamente do exterior, se você puder achar um vendedor confiável. Em segundo lugar, há um bom número de produtos que só podem ser fabricados em determinados pontos do planeta, seja por questões contratuais e comerciais, seja por questões naturais e ambientais. Assim, para conseguir esse produto, você deve importar.

Tendo esses motivos em mente, não é muito difícil entender porque cada vez mais o mercado de importação cresce sem parar, trazendo excelentes oportunidades para quem busca empreender mas ainda não sabe exatamente por onde começar. Por isso mesmo, cursos de importação como o cegonha importadora, além de vários outros sobre os quais falamos aqui no Attlantis, fazem cada vez mais sucesso.

Cegonha importadora

Uma das principais vantagens de um negócio de importação é que se costuma ter uma alta margem de lucro e um custo de operação bastante baixo, possibilitando o acesso a esse tipo de empreendimento mesmo a pessoas comuns que jamais tiveram qualquer contato com o mundo do negócio anteriormente mas que estão decididas a finalmente serem donas do seu próprio negócio e poderem desfrutar da liberdade que daí vem. Com o auxílio da fascinante ferramenta que é a Internet então, é cada vez mais claro que as possibilidades de sucesso com esse tipo de negócio só tendem a crescer.

Falando mais um pouco sobre a prática do negócio, existem basicamente dois meios dos quais você pode se utilizar para começar importar e revender na prática. O primeiro, que certamente é o que a maiorias das pessoas pensa em um primeiro momento, é comprar uma quantidade significativa de alguns produtos e formar um estoque para começar a vender. Esse modelo de negócio de importação possui um excelente vantagem que é o fato de que lhe permite negociar excelentes descontos com os fornecedores em função da grande quantidade de produtos que você esta importando naquele momento. Por outro lado, entretanto, há um risco inerente que existe aí, que é a possibilidade de você acabar não vendendo uma parte do que importou, podendo ter um prejuízo.

O segundo método é o conhecido Dropshipping que, na minha opinião, é mais amigável para os iniciantes da importação. Através desse método você anuncia os produtos mesmo antes de tê-los em estoque. Ai, somente a partir do momento em que um cliente comprar esse produto é que você irá fazer o pedido junto ao fornecedor e enviá-lo diretamente ao comprador. Com isso você não se compromete com uma alta quantia de capital antes que já tenha feito algumas vendas. O dropshipping pode ser aplicado em diversos tipos de produtos, mesmo em produtos de enxováis de bebê, por exemplo, como é o caso do cegonha importadora.

 

O Academia do importador pode mesmo ajudar quem quer importar roupas?

 

Nos últimos artigos falamos bastante de como importar roupas e os passos a serem seguidos. Como falamos no curso academia do importador, muitos leitores ficaram com dúvidas e me perguntarem se o curso tem um diferencial a mais mesmo para quem quer importar roupas.

Eu já cheguei a fazer uma análise detalhada do curso que você pode dar uma olhada checando aqui: Academia do importador vale a pena? Mas hoje vou falar de uma maneira mais resumida sobre o assunto. O primeiro ponto aqui, que eu sempre costuma falar quando o assunto é cursos de importação é que, a rigor, nenhum curso é exatamente necessário para que você possa aprender a importar, mas é uma questão de quanto tempo você quer gastar aprendendo até poder ter excelentes resultados e também qual é o seu grau de resiliência para aguentar determinados eventos frustrantes que podem acontecer quando você não tem um mentor para te guiar passo a passo na construção de seu negócio de importação.

Academia do importador o curso

Eu sempre falo isso porque eu mesmo tive uma experiência assim. Quando comecei a importar inicialmente eu não tinha nem 1% do conhecimento de importação que tenho hoje, mas como muitas pessoas, decidi que ia fazer tudo sozinho, do meu jeito, e em função disso perdi uma boa quantia de dinheiro vendendo produtos que não vendiam porque eu não sabia como importar direito, como selecionar fornecedores, como negociar com esses fornecedores excelentes preços, como atrair mais visitanes para o meu site, como criar relacionamento da forma certa com os clientes e fazê-los voltar sempre para novas compras na minha loja virtual, enfim, eu não tinha o conhecimento necessário sobre importação e revenda para que o meu negócio pudesse ser efetivamente bem sucedido.

Hoje eu vejo que tentar fazer tudo sozinho, do meu jeito – algo que eu tinha orgulho de repetir para todos à epóca – foi um grande erro que me atrasou bastante no crescimento do meu negócio. Se eu tivesse sido menos cabeça dura e tivesse realmente investido em um bom curso de importação, onde teria alguém para me guiar, poderia ter obtido sucesso de modo muito mais rápido e indolor, sem ter que passar pela sensação frustrante de construir uma loja virtual para não vender quase nada. A orientação da pessoa certa, com o conhecimento certo, é algo que faz toda a diferença na hora de contruir um negócio e hoje eu tenho certeza de que teria perdido muito menos tempo e dinheiro se eu soubesse disso na época.

Tornando-se um importador 360: Os primeiros passos para a construção do seu negócio

 

                A partir do momento em que você já sabe qual será o produto que você irá vender e qual o fornecedor será utilizado, então você já pode começar a vender. O meio mais inteligente de começar a fazer isso é primeiro começar se aproveitando de canais de venda já existentes, como mercado livre, ebay, amazon, etc. para vender seus produtos. A partir daí você já vai construindo a sua loja virtual, que sem dúvida é o melhor para o seu negócio no longo prazo.

A exceção para isso eu diria, é no caso de você ter alguém para te orientar. Um curso como o importador 360 pode te ensinar desde o início como montar sua loja virtual e começar a fazer suas primeiras vendas em pouco tempo, de modo que você não precisará começar a vender por meio de sites de leilão se não quiser, podendo começar já tendo a sua Loja.

O Importador 360

Agora vamos começar a falar dos cuidados que você deve tomar se estiver procurando fornecedores por conta própria. O melhor caminho é ter uma boa lista de fornecedores confiáveis, passada por alguém que já tenha conhecimento de importação. Muitos cursos de importação possuem excelentes listas de fornecedores prontas para serem utilizadas, mas se você prefere procurar pelos fornecedores por si mesmo deve tomar alguns cuidados importantes.

O primeiro e mais básico deles é jamais fazer ordens grandes, não importa o quão grande seja o desconto, a não ser que você já tenha comprado várias vezes daquele fornecedor, já o conheça e já tenha criado um excelente relacionamento com ele. Outro cuidado eficiente para evitar golpistas que se passam por fornecedores é jamais pagar com outro método que não seja o paypal e, se o fornecedor não aceitar Paypal então simplesmente não compre dele não importa o quão confiável ele pareça ser. O que costuma ocorrer aqui é que esse fornecedor provavelmente aceitava paypal no passado até ter sua conta bloqueada após inúmeras reclamações e disputas levantadas por antigos clientes no sistema do paypal.

Não tente fazer um estoque muito grande no início. Compre apenas de 1 a 5 unidades por pedido no início, até que você possa cada vez mais comprar quantidades maiores e maiores a medida em que vai adquirindo mais confiança no seu fornecedor.

Uma última dica que, do ponto de vista da segurança pode ser menos importante, mas continua sendo interessante, é nunca dar seu email verdadeiro para fornecedores que você ainda não conhece, pois você corre o risco de inutilizar seu email devido ao maciço volume de spam que você vai receber.